Carnaval 2010

O período do Carnaval deveria ser marcado pelo “adeus à carne” ou “carne vale” dando origem ao termo “Carnaval”.

 

O que vemos nestes dias é uma festa voltada para satisfação do Homem, homens e mulheres praticamente nus, entregue totalmente a lascívia, fornicação, adultério, prostituição e músicas promiscuas.

Antes de continuar lendo este artigo, procure na Palavra de Deus Gálatas 5.19-21.

Claro que este carnaval que estamos apresentando neste artigo, não é o que você leitor acaba vendo nos noticiários, após estes dias de falsa alegria veremos os números, quantos mortos, quantos casamentos desfeitos, quantas crianças aliciadas, quantas crianças sofrendo pedofilia…

Quantos acidentes, quantas brigas, quantas murmurações, quanta bebedice, glutonaria, será que realmente estamos falando de uma festa….

E onde entra Deus nesta festa, se é que Deus tem espaço na vida destes que praticam tal ato…

Tenho por certo que Deus não habita no meio do pecado e tantas outras coisas perversas que acontecem nestes dias de “festa”.

De que maneira precisamos nos apresentar a Deus (Rm 12.1-2; 13.13-14), não existe a possibilidade de estar com Cristo participando de tantas coisas que Ele não suporta.

O pecado nos afasta totalmente de Deus, esta suposta “festa” com certeza fede diante do Deus todo poderoso, não devemos nos associar a estas coisas (1 Co 5.11).

Para o Cristão tudo é lícito (1 Co 6.12), mas nem tudo convém, esta “festa” é um ótimo exemplo, e nítido que não convém ao povo de Deus participar, apoiar, assistir, ou chegar perto de tal ato fedido aos olhos do Pai (1 Co 6.19-20).

Precisamos nos purificar destes ataques malignos (2 Co 7.1; 10.3-4), em sua carta aos Filipenses, Paulo nos ensina no que pensar diante dessas astutas ciladas (Fp 4.8).

O que deve habitar no Cristão todos os dias (Cl 3.16-17), não contamine sua vida com podridões deste mundo, antes seja cheio do Espírito santo de Deus!

por Zeriky de Souza articulista do Gospel Prime

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.