Obama deve cancelar programa de novas naves para envio de astronautas à Lua

Presidente dos EUA muda direção do programa de exploração espacial do país. Não são boas as notícias para a exploração humana na Lua. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deve pedir que o Congresso do país cancele o atual plano de enviar astronautas ao satélite natural e o programa Constellation, que inclui a construção de novos veículos espaciais para esse tipo de missão.

Na próxima segunda-feira (01-02-2010), Obama deve entregar ao Congresso a sua proposta de orçamento. Pessoas próximas ao assunto dizem que ele vai pedir que a Nasa tenha um aumento de US$ 6 bilhões (R$ 11,1 bilhões) em seu orçamento pelos próximos cinco anos, valor que não é suficiente para manter o programa.

Uma parte desse dinheiro deve ser usada para expandir o tempo de vida da ISS (Estação Espacial Internacional), um laboratório orbital que fica a cerca de 400 km, até 2020. Além disso, a verba também seria usada para “terceirizar” a construção de naves que levem os astronautas para a estação espacial.

Esse trabalho seria feito por empresas privadas. Isso é necessário porque a atual frota de ônibus espaciais, que faz esse trabalho, vai ser aposentada neste ano depois de quase três décadas de operação e dois graves acidentes que mataram 14 pessoas. Com isso, os EUA devem depender da Rússia, por exemplo, para levar seus astronautas para a ISS.

O plano traçado pelo ex-presidente George W. Bush em 2004 não deve ser concluído. Nesse período, o programa Constellation, que prevê o retorno dos americanos à Lua em 2020 e até missões tripuladas para Marte, já consumiu US$ 9 bilhões (R$ 16,7 bilhões). Para tomar essas decisões, Obama teve a assessoria de uma equipe independente de análise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.