Sobe para 360 intoxicados por água benta na Rússia

O Serviço Federal de Proteção ao Consumidor da Rússia informou no último dia 31 que o número de pessoas intoxicadas na cidade de Irkutsk, na Sibéria, por terem bebido água benta subiu para 360.

“Até o momento, já foram registrados 360 casos. Mas graças ao tratamento, todos os intoxicados apresentam uma nítida melhora e estão recebendo alta. Hoje, 142 pessoas foram liberadas”, diz um comunicado da entidade, reproduzido pela agência RIA Novosti.

As pessoas que beberam a água benta apresentam sintomas de infecções gastrintestinais, como diarréia, vômitos, dores de cabeça e febre. A investigação epidemiológica determinou que a intoxicação ocorreu em 19 de janeiro durante as celebrações da festividade religiosa da Epifania.

Segundo a tradição ortodoxa, a água recolhida nos rios e lagos durante essa festividade, quando se celebra o batismo de Jesus Cristo por João Batista no Rio Jordão, apresenta determinadas propriedades curativas e fortificantes.

O Serviço Federal de Proteção ao Consumidor afirmou que a água corrente da igreja local atende a todos os padrões de higiene. No entanto, a água do lago local, onde alguns ortodoxos a recolheram para beber após ser benzida pelo padre, estava parada e poluída, explicou o departamento sanitário de Irkutsk.

Agência Unipress Internacional