Chronos e Kairós – O Tempo de Deus

Os gregos antigos tinhas duas palavras para o tempo: Chronos e Kairós.

Chronos

No Chronos, a ação e imediatista, é o homem agindo com os seus meios para atingir seus objetivos, Quando as pessoas não usam de qualquer artifício para conquistar o que querem e quando conquistam percebem que aquilo não os preenchem como sonhavam, resta um vazio…

Kairós

Ja no Kairós, que significa “o momento certo” ou “oportuno”, enxergamos a ação de Deus na nossa vida, e por isso, a realização ocorre com o nosso esforços e com a confiança (fé) na intervenção Divina. É onde o homem passa a realizar coisas que nem sequer imaginava poder fazer, passa possuir o que nunca sonhou, é o ter além do que esperava, dentro do tempo certo, dentro do Kairós, tempo de Deus.

Somos como a pequena semente do abacateiro, onde poucos enxergam além do minúsculo “grão de vida”, que á lançado ao solo e lá fica imóvel por muito tempo. Quem enxerga os abacates maduros na semente enterrada no solo? Quem vê na pequena semente uma árvore com mais de 25 metros de altura?

Por isso, o chamado do Ápostolo Paulo aos Colossenses 4:2 que diz:

“Perserverai em oração, velando nela com ação de graças”

é o convite para a práticar diária da fé, da oração soblime de confianla em Deus. Se o momento está difícil, não há necessidade de desespero, deve-se continuar servindo, trabalhando, orando com a certeza de que tudo o que podemos ser, o que precisamos ter, será providenciado na hora certa.

Assim também ocorre com o homem, poucos enxergam as qualidades que temos, mas Deus que tudo vê o provê, enxerga em cada um de nós as potencialidades que Ele sabe que possuímos, os frutos armazenados em nosso interior. Ele sabe o momento certo do despertar desses frutos, de elevar a nossa altura.

Nem sempre o desabrochar do chão é um processo sem dor, nem sempre é tão tranquilo, mas os que confiam de verdade no Senhor, projetam sonhos adiante, não desistem diante do solo seco, nem da falta de chuvas, nem tampouco do sol escaldante. Seguem em oração, trabalhando o Chronos, temoi dos homem, confiando no Kairós, tempo de Deus, que nunca falha e preenche para sempre, corpo, coração e alma.

 

De Paulo Roberto Gaefke

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.