Abrigo nas Calamidades – Meditação – 2 Samuel 22:2,3

O Senhor é o meu rochedo, a minha fortaleza e o meu libertador. É meu Deus, a minha rocha, nele confiarei; é o meu escudo, e a força da minha salvação, o meu alto retiro, e o meu refúgio. O meu Salvador; da violência tu me livras. (2 Samuel 22:2, 3)

Localizada na orla do Rio Tames, Inglaterra, encontra-se uma fortaleza composta de quase 20 torres, conhecida como Torre de Londres. Ao longo dos séculos, a torre serviu para muitos propósitos, sendo um deles o de local para refúgio. No verão de 1381, quando os camponeses da terra se revoltaram contra o governo, o rei Ricardo II e sua corte encontrou segurança e abrigo dentro de seus muros enquanto as iradas forças desafiantes permaneciam do lado de fora. da mesma maneira que a Torre de Londres serviu como um lugar de refúgio no tempo de calamidade do Rei Ricardo, o Senhor Jesus Cristo também será um refúgio seguro para nós no tempo de nossa calamidade.

Quem neste mundo está livre de momentos de apreensão e dificuldades? Quantos podem assegurar que jamais terão de enfrentar as calamidades que vez por outra se abatem sobre as pessoas? Mesmo quando tudo está bem e a paz reina em todas as áreas de nossa vida, não podemos afirmar que estamos definitivamente livres das lutas deste mundo.

E o que fazer então? Devemos, por isso, viver sobressaltados como a esperar que o mal nos alcance? Claro que não. Devemos viver o melhor de nossos dias, gozar da paz e alegria tão almejados em nossos sonhos de vida e estar mos preparados para os dias de lutas. E como estar preparados? Construindo uma fortaleza que nos abrigue e nos assegure nestas horas.

E esta fortaleza não é erguida com pedras ou qualquer outro material de construção. Ela é edificada com muita fé e confiança no Senhor Jesus Cristo, dentro de nossos corações. Abrigue-se na fortaleza chamada Jesus e nenhuma calamidade será capaz de tirar sua paz ou a alegria da vitória!

DEUS abençoe sua vida e seu ministério,

Fernando Evangelista.