Os pecados da Igreja que resistiram ao tempo – Uma igreja sem propósitos

O mandamento “Sede vós perfeitos” não é tolice idealista, tampouco mandar fazer o impossível. ELE nos torna-ra em criaturas que podem obedecer a esse mandamento.

Em menos de 50 a igreja sofreu uma mudança gigantesca. Hoje em dia costumamos muito ver as seguintes perguntas:

  • O que aconteceu com os louvores??
  • Por que as escolas dominicais estão tão vazias??

Várias práticas superticiosas e de misticismo que foram enterradas a séculos começaram a surgir. Muitos pastores pressionados começam a ver seu amigos também pastores como CONCORRENTES e por esse motivo transformam seus discursos em apelos mercadológicos, fizeram de seus pulputos plataforma de espetaculos, tratando os fíes como clientes.

A igreja esta perdendo sua identidade deixando de ser uma grande ganhadora de almas para se transformar em instituições que ensinam o sucesso imediato, uma maquina empresarial.

“No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo….”(João 16:33)

“O Reino de Deus não é comida, não é bebida, não é riquezas mas sim o poder de Deus pela palavra para a Salvação…”(Dc. Fabio Bmed)

Se a igreja perder seu propósito perde sua missão, e sem missão para nada presta, senão para ser pisada pelos homens.”(Ricardo Gondin)

Hoje em dia vários líderes medem o sucesso de suas igrejas baseado em aquisição de novos terrenos, igrejas modernas, templos lodados, membros prosperando, faturamente de dízimo aumentando. Não é precisa observar muito que o foco é riquezas, dinheiro, posses, bens se esquecendo de que o verdadeira propósito da igreja na terra é levar vidas a salvação e o termomêtro que mede o sucesso de uma igreja são milagres, poder, obediência, curas, consagração, testemunhos, salvação.

Em quase todas as cartas enviadas para as 07 igrejas do livro do Apocalipse Jesus diz: “Conheço as tuas obras”. ELE conheçe as obras e o proposito de cada igreja aqui na terra.

Jesus conheçe o coração do homem, só ele sabe qual a motivação que leva a cada um a fazer o que fazemos e a ser o que somos. É possível realizar a obra de Deus com intençoes impuras e não missionarias, e muitos estão se deixando levar por inteções impuras para inchar as igrejas.

  • Motivo imperialista: Usar outras pessoas ou povo como meio para alcançar seu próprio objetivo.
  • Motivo Cultural: Com intencão de lançar o evanvelho juntamente com uma cultura.
  • Motivo Comercial: Fé e Comercio, uma igreja guiada por interesses comerciais e mercantilistas.
  • Motivo do Colonianismo Eclesiatico: Imposição do modelo de uma Igreja-Mãe sobre igrejas nativas.

Jesus mandou suas mensagens para as 7 igrejas da Ásias, porém essas cartas se aplicam a toda a igreja de um modo geral. E todos os pontos bons e maus expostos por Jesus são aplicados 2000 anos depois e devem ser tomados como modelos de uma igreja santa, pura e imaculada.

Fonte: Fabio Bmed –  Uma igreja sem propósitos / Profetico