Missões, 2 Coríntios 6. 4, 5a, 9 e 10

2 Coríntios 6. 4, 5a, 9 e 10 – […] como servos de Deus, recomendamo-nos de todas as formas: em muita perseverança; em sofrimentos, privações e tristezas; em açoites, prisões e tumultos. […] como desconhecidos, apesar de bem conhecidos; como morrendo, mas eis que vivemos; espancados, mas não mortos; entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo muitos outros; nada tendo, mas possuindo tudo.”

O apóstolo Paulo incentiva o povo de Corinto a se manter como servos verdadeiros de Cristo em todas as situações. Os cristãos perseguidos ao redor do mundo sabem como é difícil seguir essa orientação de Paulo, mas através das nossas orações podem ser fortalecidos para passar por todos esses momentos.

No Paquistão, um professor cristão foi demitido e dois alunos foram suspensos por expressarem suas opiniões sobre a Bíblia durante as aulas. Alguns dos muçulmanos presentes se sentiram ofendidos pela situação.

A polícia invadiu um culto no Uzbequistão e prendeu vários cristãos que estavam ali. Outros foram levados para um abrigo em Andijan. Esses acontecimentos demonstram uma piora na liberdade religiosa no país.

Dois cristãos idosos da Eritreia, presos em novembro do ano passado, foram soltos após pagarem fiança. Apesar dessas liberações, ainda existem muitos irmãos presos no país. Saiba mais sobre essa situação e ore por eles.

A Missão Portas Abertas participou de uma palestra sobre a Universalidade dos Direitos Humanos e a Liberdade Religiosa. Um dos palestrantes utilizou a Classificação de países por perseguição publicada pela Portas Abertas. Leia a notícia completa e saiba como foi.

Nossa oração é para que em todos os momentos, nas situações adversas ou de paz, na prisão ou na liberdade, sejamos exemplos do amor e da glória de Cristo.

Deus o abençoe,